Crochet

Lá fora estão 40 graus. Para passar o tempo o Leonardo faz um desenho, enquanto a mãe faz um manto de lã em crochet vermelho. O leonardo fica cansado, e voltam  os dois para o Lar do IPO.



Aventuras em A3

Apeteceu-me experimentar desenhar em grande (tão grande que nem consigo digitalizar!).
Fui ao Pavilhão Carlos Lopes, ou dos Desportos, mas perdi a preguiça de só o ver de frente, pela Sidónio Pais, e subi até às traseiras.

Inventing, um verbo muito apetecível...

Dá nestas desgraças, mas gosto tanto enquanto faço...Este foi no Convento do Carmo:))

Laveiras

Ao pé da ponte de Laveiras, por cima da ribeira de Barcarena,  à sombra duma árvore...Só porque é domingo e está tudo a estudar em casa...:)

Vamos desenhar com...Mónia Abreu

Uma tarde muito bem passada, a ver o belíssimo trabalho da Mónia, ainda mais forte por já me sentir livre desta responsabilidade...O (meu) desenho foi perguiçoso, com muita conversa à mistura, mas ainda assim fica como recordação! Parabéns e obrigada Mónia. Venha o próximo!

Sargo Bar

"Análise de Reportes Financeiros"...Só o nome me arrepia :)) Mas que se estava muito bem no Sargo Bar da Parede, isso ninguém pode negar!!

A surfar com o João Catarino

Uma oficina do João Catarino não se pode perder! Ainda por cima cá, no Chiado,  não no Brasil ou em Chicago!
Em cada proposta, em cada desenho, é inegável que todos passam por uma dose de sofrimento quase masoquista. Mas a verdade é que, a par desse sofrimento,  sabe muito bem tentar embarcar na onda do João Catarino. Enquanto ele faz floaters, cut backs , aéreos e360º, nós embicamos, enrolamo-nos, perdemos a prancha e engolimos pirolitos.
Mas a boa disposição do João é tão contagiante, que não deixa que os nossos fracassos  nos esmoreçam . Pelo contrário -  pelo menos para mim - a vontade de aprender aumenta. Talvez para a próxima, quem sabe, já me consiga  pôr de  pé na prancha!
esta foi a minha trapalhada:


No fim, uma banda instalou-se e muitos fomos os que nos sentámos , agora sim descontraidamente, a desenhá-la

E como achei  que tanto sofrimento  merecia ser recompensado, enviei um SMS aos meus filhos a desafiá-los para um gelado no Da Vero, no Largo de São Paulo.
Enquanto esperava pelo Vasco, pelo Luís, pelo João e pela Caetana fiz mais uma tentativa de cumprir a proposta  do grande Mestre Catarino.



Em nome do Pai...

    Ao meu lado, ainda em solo romano, enquanto o avião se fazia à pista...

Mais uns bocadinhos de Roma

O Teatro Marcello...


...A Piazza Navona

 ...e uma esquina do Campo dei Fiori


La panchina dei pensionati

Estive  em Roma, não chegou a 40 horas. Como se costuma dizer, fui  num pé e vim no outro mas, fartei-me de desenhar ! Roma pede um estilo de desenhos que não estou habituada a fazer, mas a sério que me esforcei.
A beleza da cidade é de tirar o fôlego, o  passado glorioso e milenar faz-se sentir a todo o instante,  em cada esquina há obras de arte que nos deixam extasiados. As cores quentes, a diversidade de ocres, as patines das paredes, as estátuas, as fontes fazem de Roma o paraíso de qualquer um que goste de desenhar.
Deixo aqui alguns dos desenhos  que mais gostei de fazer : um, na Praça Santa Maria em Trastevere; outro, na Piazza Navona; o último, no Guetto.  Fiz este desenho sentada num banquinho cheio de velhotes reformados. Ao meu lado, um telemóvel tocou. O meu "vizinho" atendeu. Era a sua filha, a combinar vir buscá-lo para almoçar.
Dove sei? -perguntou ela.
Sono qui, in Pórtico  d'Óttavia -  respondeu ele,  com voz fininha, trémula e pausada.
Ma dove?- insistiu ela.
Qui, seduto nella panchina dei pensionati. Va bene, ti aspetto qui.- respondeu feliz o meu vizinho, com um sorriso tranquilo.




Blitz de Roma

Quando o turismo é aos magotes é isto que se vê dos sítios mais icónicos das cidades. 
Desenhemos, pois,  os rabos da Fontana di Trevi:))

Outros sítios têm tanta,  mas tanta gente, que parecem ornamentos duma árvore de Natal. Era assim, na Praça de Espanha, sob um céu a ameaçar tempestade


 Uma das  coisas melhores de Roma é a praça do Panteão. Ficar por ali, não fazer nada, absorver as cores, ver quem passa e, claro, comer um gelado!

Are you an urbansketcher?

Estava eu muito sossegadinha e absorta nos meus desenhos, na Piazza del Campidoglio, quando alguém me pergunta  "Are you a urbansketcher"? Era um rapaz muito simpático, USk de Chicago, que não vai ao Simposium porque estará de férias na altura.
Ser USk tem destes encontros curiosos:))




Esplanada



Os meus músicos preferidos:)

Tenho mesmo sorte! Não há jantar de família que não acabe assim. e não pensem que são uma só umas "musiquinhas"... É música do melhor:))



As mãos...

Em Óbidos, Lluisote (não sei como se escreve) falou-nos sobre a importância das mãos e da sua expressividade no desenho. Propôs que desenhássemos as mãos de alguém, depois a cara, e no fim ligássemos tudo. depois, aqui com a pobre da Paula Cabral, que me deve estar a espetar alfinetes, o exercício era semelhante: 1ºmãos; 2º pés, 3º cara, e só no fim  ligar tudo. Foi no que deu...

Ainda Óbidos



A cafetaria do IPO e os USkP

Um dia destes entrou na sala do Desenhar Contigo, no IPO, um senhor  com um polo verde alface,  acompanhado por alguém do Serviço de Gestão Hoteleira.
Dirgiram-se a mim, decididamente, e soube que o senhor vinha "fazer-me uma queixa".
A  sorrir, meio envergonhado, foi dizendo que tinha visto  uma exposição de desenhos lá em cima,  "duns senhores que andaram por aí a desenhar tudo" e tinha ficado  muito triste, porque ninguém tinha desenhado a sua  cafetaria! 
"E é tão bonita...tem as maçãs mais verdes do mundo"- rematou por fim com orgulho!
Lá pus os pés pelas mãos, disse que se calhar a cafetaria teria  estado fechada naquele fim de semana, mas não me safei a prometer que lá iria!
Hoje, às 8 da manhã,  entre um abatanado e o Desenhar Contigo, com os olhos ainda meio fechados  fiz-lhe a vontade. Tinha que ser, não é verdade?...
Para a próxima, faz favor de desenharmos tudo, ok?
:))


Largo do Pelourinho, Óbidos