Workshop com João Catarino

Se há coisa incómoda de ouvir é "Ah, andas a imitar o não sei quantos". 
Caramba, há coisas que  não se podem imitar, nem sequer tentar, nem sequer se atrever. E os desenhos são uma delas.  Os do Catarino, os do Mário, os do Eduardo, os do Zé, os da Marina, os do Pedro, os da Fernanda, os da Ana, os da Maria..não importa! Alguém ousa imitar desenhos? Claro que não! Alguma vez me passaria pela minha cabeça ter a presunção de querer imitar alguém? Ridículo! Mas não é proibido gostar muito de alguns desenhos, vê-los com atenção, gostar de saber - com humildade e admiração - como cada um olha para as coisas, como faz, como vê. Não só não é proibido, como acho que é maravilhoso ter a oportunidade de o fazer! Só temos é que agradecer a quem tem a paciência de puxar por nós e nos ajudar a evoluir!
Deixar o mundo entrar dentro de nós, assimilá-lo, absorvê-lo, transformá-lo, não é o que fazemos na vida? Porque não o podemos fazer no desenho também?